O poeta e a língua

.


Através de um diálogo com o poema "língua"
do talentoso poeta Danilo Abreu,
presto uma singela homenagem
aos amigos poetas.



Il poeta.... un libro aperto - Pietro Barbera
acquerello formato 50x70 cm



na boca, sempre algo mais:
a língua que se lhe dis.puta
vogal ressonante ou parasita
propõe, invoca, catalisa
poesia até quando não dita.

aquele que à palavra jaz
en.verga, língua o seu caos;
singra à pele: sua assaz.sina.
formou-se mosca augural,
lambedor de cascas des.feridas.

 

Lou Vilela in Nudez Poética


.

14 comentários:

Márcia Albuquerque disse...

Li o de Danilo, já achei ótima a idéia, visto que se fala de boca, sons, e tal, mas língua é mais difícil, e o seu, adorei!
bjs

BAR DO BARDO disse...

sim, sim

meta a língua
na meta
eita

Lara Amaral disse...

Sempre há algo mais na boca, no desenrolar da língua. Reler-te é reaprender.

Beijo!

Úrsula Avner disse...

Oi Lou, rica homenagem aos poetas... Versos carregados de metalinguagem numa canção singular e bela ! Bj,

Úrsula

Juan Moravagine Carneiro disse...

Língua carregada...materializada ou não..banhada de regras ou não...pintada com estética ou não...

...O fato é que os poetas caminham entre as mais variadas formas de linguagem....aceitas ou não!

Lou Vilela disse...

Meus caros,

Agradeço os generosos comentários!

Aproveito para informar que ficarei ausente por alguns dias. Assim que possível, retorno.

Com carinho,
Lou

Paulo Tamburro disse...

LOU,

DESCULPE FUGIR AO TEMA PROPOSTO.

PORÉM TENHO UM CONVITE. LEIA:

"O COMPORTAMENTO SEXUAL DO POVO BRASILEIRO",

QUE É A CRÔNICA/PESQUISA DO BLOG DE HUMOR:

"HUMOR EM TEXTO", DESTA SEMANA.

SAIBA A VERDADE, COMPROVADA SOCIOLOGICAMENTE, E

TIRE SUAS CONCLUSÕES.

VOCÊ PODERÁ NÃO ACREDITAR.

SÓ CONFERINDO.

UM ABRAÇÃO CARIOCA.

Adriana Karnal disse...

Lou,
um dos seus melhors, amiga, senão o melhor...pungente.

Hercília Fernandes disse...

Lindo poema, Lou.
Seu texto é um presente a todos, leitores e autores, que se dedicam à emoção poética.

Gostei de lê-lo em o Maria Clara!

Beijos com carinho,
H.F.

Zélia Guardiano disse...

Lou
Tenho certeza absoluta de que todos os poetas se sentiram lindamente homenageados! Não é todo dia...
Lindo poema!
Um abraço

Adriana Godoy disse...

Danilo é um grande e talentoso poeta, dos melhores. O diálogo entre vocês está maravilhoso. parabenizo os dois, de verdade. beijo

Mirse Maria disse...

Belo, Lou!

Minha avó, mestra das mestras em minha vida, dizia: "Este pedaço de carne sem osso, que existe nos seres humanos, deveria Deus ter dado aos homens"

Na boca, sempre algo mais.


Parabéns, Lou!

Beijos

Mirse

Graça Pires disse...

O lado da fonte e o lado da sede...
Muito belo!
Beijos.

Lou Vilela disse...

Aos pouquinhos, tentando retornar.

Além do corre-corre normal, infelizmente, perdi um ente querido. Enfim...

Bom ler todas as considerações aqui deixadas!

Abraços em todos,
Lou