Lírica



Sexo se faz com tão pouco:
corpo,
intenção,
movimento.

Amor é bem mais complexo:
alma,
atenção,
alimento.

Fato a que não se atravessa:
sexo sem amor é ato,
amor com sexo é peça.


Renata de Aragão Lopes


Publicado em 25 de agosto no Doce de Lira.

11 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Grandiosa como as de Shakespeare...

Mirze Souza disse...

Lindo, Renata!

A diferença entre o pouco e o complexo.

O Amor precisa de alimento.

MUITO BOM!

Beijos

Mirze

Lara Amaral disse...

Lindo, amiga!

Beijinho.

Albuq disse...

Oi Renata... lindo! Lindo os teus versos e linda a imagem. bjs

Hercília Fernandes disse...

"sexo sem amor é ato,
amor com sexo é peça."

Renata,
seus versos são sempre belos e contêm notória profundidade nos conteúdos de mensagem.

Aqui encontro algo que se deve continuamente refletir.

Beijos com carinho,
H.F.

Hanny Writter disse...

Lindos versos... muita verdade em tão poucas linhas.

Úrsula Avner disse...

Oi Renata,

além da beleza poética, seus versos frequentemente trazem mensagens ricas que conduzem á reflexão. Muito bom o poema ! Bj.

Wania disse...

Liiiinda poesia, Renata

Shakespeare in love...


Bjs

Juan Moravagine Carneiro disse...

belo!

Lou Vilela disse...

Texto bem construído, Renata!

Abraços

Maria Paula Alvim disse...

Muito bom, Renata!!! A-D-O-R-E-I!!!