Iemanjá

não me fale de ontem,
porque sou de agora

não me peça demora,
porque tenho pressa

não me cobre promessa,
pois admito engano

não me venha humano:
vivo prenha de mar


Renata de Aragão Lopes


Imagem extraída da internet.


12 comentários:

Albuq disse...

Simplesmente Lindo!

Hercília Fernandes disse...

"Viver prenha de mar"...
que linda imagem poética, Renata!

Aliás, todo o poema é um (en)canto das águas.

Muito belo mesmo!

Beijos,
H.F.

Lara Amaral disse...

Que bonito, Renata. As figuras de linguagem a saltarem aos nossos olhos.

Beijo!

Úrsula Avner disse...

Oi Renata,

lindas imagens poéticas ! Bj , um ótimo domingo e excelente semana.

Mirse Maria disse...

Renata!

O mar anda fashion por aqui.

Estar prenha de mar, além da imagem poética linda, todo o poema em WAKIKU.

Fantástico!

Beijos

Mirse

Daniel Moraes disse...

Muito bacana seu texto. Tem texto novo no Sub Mundos. Um abraço

http://submundosemmim.blogspot.com

Renata de Aragão Lopes disse...

Muito obrigada a todos
pela visita e comentário!

Deixêmo-nos fluir
como as águas...

Beijos!

Guilherme disse...

Renata,
lindo, lindo, lindo...eu tbm amo o mar, e esse poema é água de mar transparente, límpida, cristalina
Adriana KArnal (só o login é do meu filho)

Adriana Godoy disse...

Lindo, lindo...uma leveza, muito mar, muita vida magia. bj

Renata de Aragão Lopes disse...

Adrianas queridas,

muito grata
pelas palavras
e pelo carinho!

Beijos!

Mainieri@dmae.prefpoa.com.br disse...

A deusa das águas, símbolo de um feminino positivo e sedutor, enfocada de maneira original.
Parabéns pelo poema!

Beijão.

Ricardo Mainieri

Renata de Aragão Lopes disse...

Ei, Ricardo!

Muito obrigada
por me prestigiar
também aqui no Maria Clara!
Seja sempre bem-vindo!

Um abraço!