Postagem Simplesmente Poesia (8)

ou
dA dÁ ismo...


Arte digital de Fátima Queiroz
in: O Gato da Odete

-->

agora só lhes prometo
metasignos bailarinos
dos anúncios coloridos
e palavras que ao acaso
- nas roletas do cassino –
colho côo cozinho
no caldeirão do destino
para montar o mosaico
desarranjado e mofino
que nada diga de fato
exceto que tudo foi dito.

(in: Anomalias, Kelps, 2002).
-->

Pegue um jornal
Pegue a tesoura.
Escolha no jornal um artigo do tamanho que você deseja dar a seu poema.
Recorte o artigo.
Recorte em seguida com atenção algumas palavras que formam esse artigo e meta-as num saco.
Agite suavemente.
Tire em seguida cada pedaço um após o outro.
Copie conscienciosamente na ordem em que elas são tiradas do saco.
O poema se parecerá com você.
E ei-lo um escritor infinitamente original e de uma sensibilidade graciosa, ainda que incompreendido do público.

by Tristan Tzara

Estraga prazer
(Notas de explicação que ninguém pediu...)
.......Segundo Coelho (1980), a poesia século-XX se caracteriza pela busca da “abertura da linguagem”. O período entre as duas grandes guerras mundiais consiste momento ímpar para a vanguarda na criação poética.
.......Por meio de seus vários movimentos artísticos: Futurismo, Expressionismo, Dadaísmo, Cubismo, Surrealismo, a poesia século-XX se expande através da consciência de “criar realidades através da palavra” e a de “ser apenas um objeto de linguagem” (COELHO, 1980, p. 314).
.......Nesse quadro de rupturas, o Dadaísmo - movimento surgido em 1916, em Zurique (Suíça), no Cabaret Voltaire - configurou um dos movimentos artísticos que mais propunha a negação com as teorias, regras e ordenações lógicas na produção poética. Os dadaístas almejavam iniciar uma nova arte e rejeitavam tudo aquilo que fosse do domínio da consciência. Para tanto, propuseram uma poética de cortar, recortar, colar, aglutinar palavras formando palavras-frase carregadas de sentidos não-lógicos e originais.
.......Para Tristan Tzara, líder do movimento dadaísta, “Dada não significa nada”, porém este “nada” é a sua palavra fundamental (apud SANTOS; SOUZA, 2007). Uma das características do Dadaísmo diz respeito à ludicidade e ao humor. O próprio termo “dada” é equivalente a “cavalinho de pau”, em língua francesa, e ilustra o balbucio comum às crianças pequenas.
.......No poema Para fazer um poema dadaísta, conforme se pôde ler, Tristan Tzara faz uso de elementos metalinguísticos para explicitar os parâmetros conceituais e as técnicas de composição do Dadaísmo.
......No Brasil, o movimento dadaísta conteve ressonâncias. Oswald de Andrade através do Manifesto Antropófago, publicado na Revista Antropofagia, manteve diálogo com o Dadaísmo. Além disso, o poeta fez uso da técnica dadaísta, sugerindo em versos uma espécie de linguagem "pronta" a partir da técnica chamada ready-made (SANTOS; SOUZA, 2007).

-->
Referências

BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. São Paulo: Cultrix, 1972.

COELHO, Nelly Novaes. Literatura e linguagem. 3. ed. São Paulo: Quíron, 1980.

Sugestões de leitura

-->
Nota:
No próximo sábado (29/08) quem contribuirá com o quadro Postagem Simplesmente Poesia será a poetisa Úrsula Avner, que também estará realizando a sua estréia poética no Maria Clara nesta segunda-feira, amanhã.

18 comentários:

Lou Vilela disse...

Hercília,

Mais um trabalho de excelência! O quadro “simplesmente poesia” nos brinda com belas obras artístico-literárias que mantêm um diálogo encantador. Tudo isso seguido de informações que agregam conhecimento, apresentadas em um formato convidativo. Gosto muito desse quadro por tudo que já foi exposto.

Abraços,
Lou

Úrsula Avner disse...

Olá Maria Clara e Hercília, bela postagem que reune informação visual e literária com beleza poética, numa interação que nos traz aprendizado e comoção. Muito bom ! Bj,

Úrsula

Adriana Godoy disse...

Bom poder ler esses diálogos regados a belos trabalhos poéticos e de sobra uma um texto explicativo muito bem sintetizado.Beleza. Parabéns a esse espaço, e HF, mais uma vez, parabéns pelo seu trabalho. O poema de fred Matos, muito especial,e sem dúvida, o seu também. beijo.

Fred Matos disse...

Eu agradeço a divulgação do meu poeminha. Fico mesmo comovido. A generosidade de vocês é tanta que até um "t" a mais ganhei no nome. (risos)
Beijos do Fred Matos com um "t" só.

Hercília Fernandes disse...

*Lou,

suas palavras sempre me incentivam. Fico feliz que tenha apreciado a escolha do tema e, especialmente, as obras apresentadas.

*Úrsula,

me alegra saber que aprovou o post. Sua leitura e apreciação me são sempre preciosas.

*Godoy,

sou apaixonada pela poesia do Fred. Nem sempre comento as suas escritas como deveria - já que nem sempre disponho de tempo -, mas muitos de seus poemas me modificam, tamanha a qualidade literária de sua obra.

Amigas da M.C., contente que tenham apreciado.

Beijos :)
H.F.

Hercília Fernandes disse...

Querido Fred,

como já tive de anunciar, sua poesia é riquíssima em linguagem, valores, contextualizações. E, como disse acima, seus poemas contribuem para me transformar.

Por isso é sempre um prazer trazer as suas escritas ao Maria Clara. Pretendo um dia - só não sei quando, posto que demanda tempo e estudo -, escrever um artigo inteiramente sobre a sua [boa] poesia.

Perdão pela dobra da letra "T", acho que me envolvi tanto com as características do Dadaísmo que acabei estendendo para a construção do seu nome.

Mas permite-me que eu continue chamando-o assim? Acho dobras de letras tão abundantemente poéticas (risos).

Um beijo, poetíssimo. Grata por sua presença.

H.F.

Mirse Maria disse...

Hercília, li seu e-mail e corri para cá. Estou com problemas no blog, portanto não vejo imagens, mas as vi na sexta feira , Vi e memorizei, tamanha a graça e beleza.

A extensão do que já compreendia do dadaísmo, aqui se ampliou. Como tudo neste espaço, ganha uma dimensão muito maior e mais explícita do que lemos sobre tantos "ismos!.

Tudo que é poesia é a expressão mais bela do sentimento, concosdo portanto com o Dadaísmo , que tem como princípio essencial o apelo ao subconsciente. Como tão bem explicitou.

O poema do nosso poeta Fred Matos
deu o toque de graça e humor, pois realmente lembra um cassino, [melhor que roleta russa]. Fred prima pelos belos poemas e rimas surpreendentes.

Lembro da imgem de Fátima em "O Gato da Odete" e achei maravilhosa a comparação com o seu Da Da;

Enfim, tudo perfeito aqui nesse espaço!

Parabenizo à você, Hercília, à Fátima, ao Fred e a riqueza de nossa linguagem poética!

Beijos

Mirse

Hercília Fernandes disse...

Mirse,

tava com saudade de sua presença e de seu olhar atento sobre as coisas da poesia.

Espero que resolva logo esses probleminhas em seu blogger. Eu que recentemente estava com "tudos" desconfigurado, portanto sem poder postar, sei o quanto nos adoece a alma ficar sem expandir os versos em nossos espaços.

Me alegra saber que apreciou as obras apresentadas/contextualizadas no quadro Postagem simplesmente poesia. Sim, a nossa língua é magnífica!

Obrigada por vir matar um pouco a saudade, minha amiga.

Beijos :)
H.F.

fátima queiroz disse...

hercíliaaaaa

desculpe-me só aparecer hoje...
dei um tempo no final de semana, meu cachorro não estava muito bem ( primeira vez com 14 anos ) era fígado...dediquei meu tempo a ele e estou com uma irritação no olho direito... sem contar que aqui está chovendo e muito frio...então dei um tempo...
não sei o que comentar tamanha elegância...generosidade...sou péssima com palavras, hercília...
a-d-o-r-e-i!
a informação foi completa, pesquisa bem feita e bem amarrada...a poesia do fred me comoveu também, estou muito agradecida a você
muitíssimo obrigada, viu?
foi um grande momento...e tenho certeza que outros virão...
um beijo pra você
com carinho



pésse: vc bombou!

fátima queiroz disse...

veja

http://poeticadigital.ning.com/

bjs e boa semana pra vc

Hercília Fernandes disse...

Fátima,

feliz com a sua visita e, sobretudo, com as suas fartas palavras.

Me contenta saber que gostou de figurar lado a-lado com o poetíssimo Fred.

Sim, minha querida... visitarei o sítio.

Beijos :)
H.F.

fátima queiroz disse...

se gostei? adorei hercília
veja seu e-mail, enviei convite pra vc e para mirse, ok?
falta enviar para o fred a lou está lá também
beijos e obrigada

desculpe a minha demora em aparecer

te espero no site

Hercília Fernandes disse...

Fátima,

você enviou para o e-mail do yahoo?... Vou lá conferir!

Olha, espero que o seu cão esteja melhor. Sei como é difícil estar com um ser querido enfermo.

Mais uma vez, me alegra saber que você apreciou! Muito obrigada por "tudos".

Beijos :)
H.F.

RosaFernandesRosa disse...

Olá!!Hercília*
Olá!!Maria Clara*
****
Que elegancia!!
Uma obra em letras transformando passo a passo num poema maravilhoso ... uma pérola visual.Um requinte literário .
Parabéns!!
BJS/*Rosa

Hercília Fernandes disse...

Olá Flor,

sempre uma felicidade recebê-la aqui!

Fico feliz que tenha apreciado o post da Maria Clara. Para mim é muito gratificante emprestar-lhe a voz para destacar as pérolas de nossa literatura.

Obrigada pela visita e considerações.

Beijos :)
H.F.

Lice Soares disse...

Úrsula, vim aqui deixar-te um abraço e desejar-te sucesso neste novo espaço.
Beijos.

(Carlos Soares) disse...

Mais um belo espaço em que virei me deleitar-me em versos e emoções.beijos

Hercília Fernandes disse...

Obrigada, Carlos.

Sua presença muito nos alegra.

Beijos :)
H.F.