Ah! Se.......


Arte: Renoir


Gostaria de ter a engenhosidade métrica de João Cabral,
Ou proclamar pedras e a natureza como Manoel de Barros.
Um pouco de sensualidade, também não me faria mal
Inspirar em meus poemas as inquietações de Clarisse
Voltaire, Bachelar, Balzac, Pessoa, Mário de Andrade...
No entanto, seria apenas um sonho a se tornar realidade.

Talvez pudesse cantar estrelas, invadir o mar com rosas
Ter em mim um pedacinho que fosse de Guimarães Rosa.
Mas simples em meu dizer, contradigo o reverso e vivo
No adverso do eu que pretendia ser, como uma pedra
Que dilata a solitude, a tristeza e ofusca a luz , onde crivo
Poemas que crio e revejo o que não queria dizer e digo.

Creio em mim como um ser nativo no mar, mas ainda
Envolta em concha, teima em não abrir e arder à palma.
Em metáforas, metonímicas, na semântica que fico a dever
àqueles que meus versos lêem e só encontram uma alma
que ao escrever um poema, acalanto ou prosa, acalma
o espírito, que existe na poeira cósmica de um centrado ser,

Que foi vivendo, e mesmo lendo, chorou e emudeceu.
Me comovo demais e me perco de mim. Assim sou eu.


13 comentários:

Maria Clara disse...

Belíssimo poema, Mirse.

Me deleitei em seus versos. Grande riqueza poética e de conhecimentos, você nos brinda com o seu poema.

Mas veja, não há motivos para "ah" nem "ses". Você pode! Esse texto é uma bela mostra de seu cantar poeticamente expressivo.

Um beijo :)
H.F.

Hercília Fernandes disse...

Mirse,

vim com a voz da M.C. porque estava mexendo nas configurações do blogger.

Por isso, volto para reiterar que amei o seu poema, mas é como disse acima: Não razão para "ah, nem "se", sua poesia é grandiosa em sua própria especificidade poética.

Parabéns, amiga!
H.F.

Mirse Maria disse...

Agradeço à Maria Clara

pelo espaço e pela força a mim desejada!

Minha gratidão

Mirse

Mirse Maria disse...

Hercília nem preciso dizer que mais que amiga, você preenche lacunas de mãe, irmã e muito mais!

Agradeço de coração a atenção que a mim dispensou!

Minha eterna gratidão!!

Beijos

mirse

Úrsula Avner disse...

Querida Mirse,

É sempre um prazer te ler ! Quanta profundidade em seus versos num adorável e envolvente lirismo que continuamente permeia sua escrita poética e nos encanta. Bj com carinho.

Mirse Maria disse...

Úrsula!

Suas palavras sempre me comovem!

Obrigada, amiga!

Beijos

Mirse

Adriana Godoy disse...

Um tratado poético dos mais belos. Adorável poema. beijo.

Adriana Karnal disse...

Então és uma pessoa linda,Mirse.Tens o dom dos poetas,o sabor do mar, a poeira cósmica...centelha divina que perde-se em si mesma...e quem não o faz? com poesia é melhor.a-do-rei.

Mirse Maria disse...

Oi Adriana Godoy!

Tratado, é? Que bonito nome !

Agradeço o lindo comentário , a presença, e a designação .

fico feliz que tenha gostado!


Beijos, amigona!

Mirse

Mirse Maria disse...

Adriana Karnal, amiga de jornada!

Que linda sua análise! Fico feliz que tenha gostado, porque sua opinião é importante para mim.

Grata por sua presença!

Beijos

Mirse

Lou Vilela disse...

Mirse,

Independente do caminho que nos leva a compor, que a poesia seja sentida! - As suas composições não deixam a menor dúvida quanto a isso! ;)

Bjs

Mirse Maria disse...

Lou, sua visão me deixa feliz, não só por ser diferente, mas por se tratar de um olhar apurado como o seu!

Obrigada, amiga!

Beijos

Mirse

RosaFernandesRosa disse...

Olá!!Mirse*

"Ah!Se......."


Ah !se eu pudesse falar tudo que
seu poema transmite eu não
seria uma aprendiz...quanto sentimento invadindo cada palavra . Existe um clAMOR nas inspirações desejadas por voce entre as inquietações
de Clarisse
Voltaire, Bachelar, Balzac, Pessoa, Mário de Andrade...
A arte da poesia possui uma vastidão de caminhos, aqui na net estou conhecendo várias direções muito belas, e voce querida Mirse* é a propria poesia que se comove, se perde e se acha.
**
Lindod++
BJS/*Rosa