* alma flamenca *

tela : danza del fuego - Carlos Carreteiro

passos absolutos
golpeiam o chão
chora a guitarra
pulsa forte
o coração

nas mãos
a leveza da garça
batidas compassadas

sensualidade
paixão
mistério
dramatização

o palco
vermelho
como carmim
olhos marcados
tez franzida
desejos farpados
vibram em mim

Úrsula Avner

* Olá pessoal, sou apaixonada por dança flamenca e só agora, após os 40 anos, tive oportunidade de aprender um pouco desta complexa e bela dança originária da Espanha.
O poema é uma homenagem aos (ás) dançarinos (as) de flamenco.
Carlos Carreteiro é um pintor espanhol que reside em B.H e juntamente com sua mulher, é dono do La Taberna onde podemos saborear típica comida espanhola e assistir a belas apresentações de dança flamenca. Um abraço !

Úrsula

10 comentários:

Adriana Karnal disse...

Úrsula,
que lindo poema...adoro o flamenco tbm.Esse restaurante espanhol deve ser o máximo!

Assis Freitas disse...

ressoam os acordes,


beijo

Raíz disse...

Essa dança flamenca apaixona os que dançam, os que vêem. a postura, os olhares.

Maravilha, Úrsula! Nada melhor que uma dança, ou ritmo que se goste.

Beijos

Mirze

Lara Amaral disse...

Adorei os versos. Também sou apaixonada por flamenco!

Beijo.

Adriana Godoy disse...

Sempre é tempo de fazermos o que desejamos...bonito poema, também adoro flamenco! Bj

Sonhadora disse...

Minha querida

Simplesmente lindo...quase que se sente a atmosfera desse bailado.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

dade amorim disse...

Dá pra participar da dança.

Beijo

Francy´s Oliva disse...

a dança flamenga realmente é linda e intensa.
bjs.
PS. Parabéns meninas pela participação na Revista Perspectiva adorei cada palavras de vocês.

Úrsula Avner disse...

Obrigada a cada amiga e amigo que aqui registrou seu carinho em palavras tão amáveis. Um abraço grande a cada um (a).

Aline disse...

Úrsula,

Pensei que tinha deixado aqui meu comentário mas pelo visto não apareceu para você!
Sou uma completa apaixonada pelo Flamenco e resolvi me tornar dançarina do ritmo a apenas tres meses mas já me sinto totalmente envolvida.
Amei a homenagem e a imagem utilizada, parabéns pelos versos e por ter tido a coragem de dançar...
Minha professora de Flamenco diz que todas as mulheres que optam pos essa dança espanhola tem um brilho natural e extremamente envolvente que usualmente, pelos dançarinos é chamado de 'aire', uma expressão que eu adorei conhecer e o négocio é deixar brilhar!!! Brilhe muito!
Mil beijos...
Aline Morais Farias
Periódico Subversivo
http://alinemoraisfarias.blogspot.com/