apelo

estudo para tela/ desenho de mulher/ rafel godoy



traz para mim os dias que não vivi

todas as noites perdidas

e o sorriso que não tenho mais


vai lá e busca o que me cure

sem que doa ou que arda

apenas que alivie


encontre o que deixei cair na estrada

os poemas esquecidos nas gavetas

e as músicas que não ouço mais


molhe os pés no mar

porque aqui só há montanhas

e jogue uma flor pra iemanjá


deixe seu cheiro espalhado

compre uma garrafa de champanhe

velas amarelas e incensos de baunilha


estou aqui do outro lado e juro

tem uma lua enorme no céu da cidade



by adriana godoy


7 comentários:

Maria Clara disse...

Caros Amigos,

realizei o post pela nossa querida Adriana Godoy devido a autora se encontrar em período de férias.

Deixo aqui os votos de bom repouso à poetisa, bem como aos seus familiares.

Abraços em todos e todas,
H.F.

Mirse Maria disse...

Godoy!

Um pedido que em sua forma de escrever, discursa a vida e o que ela nos leva de modo brilhante!

O desfecho com a lua, fez do poema um encanto.

Parabéns, amida!

Saudades

Mirse

Lou Vilela disse...

Essa construção é simplesmente linda!

Beijos

Lara Amaral disse...

À espera de emoções sob a lua...

Sempre bom reler Adriana Godoy.

Beijos.

Hercília Fernandes disse...

Godoy,

espero que tenha apreciado a minha escolha do poema para fazer a sua postagem.

Quando reli este poema, pensei: em que lua andava H.F. que não luziu, não se encheu de esperança e poesia?...

Menina, lhe digo sem qualquer constrangimento, seu poema "apelo" é uma das escritas mais lindas que já tive o prazer de ler!

Em que Lua andava H.F.?...

Lindo demais!

Beijos,
H.F.

BAR DO BARDO disse...

Muito bem!

YEAH!

Úrsula Avner disse...

Olá Hercília e Godoy,

o poema é lindo e expressivo, com elementos oníricos que atraem o (a) leitor(a). Um beijo,

Úrsula