O MENINO E A BORBOLETA




Arte: Reynaldo Fonseca



Parecia um anjo

Era uma criança: comia estrelas, sonhava canção

Algo familiar. Algo especial.

Percebi, no ar, então que era o filho do meio

E por não ter os privilégios do primogênito,

Nem do caçula, ele bebia ternura.

Sua mãe deixou-lhe uma marca peculiar

Dessas que só as mães sabem quanto...

Na sua mão direita, com muito amor,

Carrega a marca que a mãe deixou:

Uma borboleta viva que pode até voar,

Mas não voa pelo saber dos dois

Mãe e filho a se amar.





19 comentários:

Hercília Fernandes disse...

Mirse,

Lindas imagens de sonho você nos traz em “O menino e a borboleta”. Me sinto feliz e orgulhosa por integrar este espaço com você.

Suas linhas materializam puros sentimentos em versos doces, singelos, carregados de afetos que não se constrangem por fazer expandir o coração. Talvez porque enquanto você escreva, beba “ternura”; tal qual o menino do meio que, por não ser primogênito, nem caçula, não possuía privilégios, mas herdara a riqueza afetiva do coração de sua mãe.

Belas paisagens oníricas, minha querida. Muito obrigada pelo carinho e generosidade de sua dedicatória. Guardarei o voo dessa borboleta em minhas lembranças.

Um forte abraço,
H.F.

Mirse disse...

Hercília, sou eu quem agradece seu modo de ver e pensar.

A borboleta, pelos estudos que fiz é rica em beleza e liberdade.

Assim como os pássaros é símbolo de amor, quando não aprisionadas.

Claro que com a minha simplicidade, quis mostrar a beleza que existe no amor tão somente.

Fico honrada que tenha gostado, e feliz por mais esta oportunidade.

Em meu nome e no de MC Simplesmente poesia, espero estar colaborando de alguma forma.

Beijos, amiga!

Mirse

Adriana Godoy disse...

Mirse, um dos seus poemas mais doces. Uma belezura de ternura e graça, a mão da inocência pintada com belos versos. Parabéns, muito lindo! Beijo.

Mirse disse...

Obrigada, minha linda e doce amiga!

Que bom que veio aqui!

Fico feliz que tenha gostado!

Em meu nome e no de MC Simplesmente Poesia, agradeço!

Beijos

Mirse

Luciano Fraga disse...

Mirse, leveza e delicadeza, singelo e repleto de canções inocentes e puro amor,bravo!Abraço.

Mirse disse...

Luciano,

Me emociona sua presença, amizade e consideração!

Fico feliz que tenha vindo, gostado e fica o espaço de MC à sua disposição.

Agradeço em meu nome, pelo seu carinho amigo e em nome de MC Simplesmente Poesia.

Beijos, amigo

Mirse

Úrsula Avner disse...

Querida Mirse, um encanto de poema... Quanta sensibilidade ! Delicada e afetuosa homenagem. Bjs no coração.

tania não desista disse...

oi mirse, seu poema caiu como uma luva para mim ...cobriu-se de verdades.vou mostrá-lo ao meu filho do meio... que em nossas mãos, reina uma linda borboleta...só nossa!
abrçs
taniamariza

Mirse disse...

Úrsula,

Fico feliz com sua presença!

Sua força sempre amiga!

E seu Lindo comentário!

Agradeço em meu nome e no nome de MC Simplesmente Poesia.

Enorme prazer em recebê-la neste espaço

Beijos

Mirse

Mirse disse...

Tania Mariza,

Fico feliz em corresponder às suas expectativas. Também sou a "esquecida" filha do meio.

Adorei recebê-la, com seu carinhoso e espontâneo comentário.

Em meu nome e no de MC Simplesmente Poesia, agradeço, deixando a marca deste espaço, à sua disposição para que sempre o visite.

Receba meu carinhoso abraço!

Mirse

BAR DO BARDO disse...

Lindinho!

Mirse disse...

Obrigada, Henrique Diferente Pimenta!

Agradeço sua visita!

Em meu nome e no de MC Simplesmente poesia!

Beijos poeta!

Mirse

Adriana disse...

Mirse,
Doce...
você sabe que na cultura chinesa as borboletas são consideradas mães?

Mirse disse...

Oi Adrina K,

Que bom vê-la! Sim antes de postar qualquer coisa faço um pequeno estudo sobre aquilo que vou escrever. No caso das borboletas fiquei tão encantada, que demorei horas lendo, mas não cheguei até a cultura chinesa. Que lindo, bom saber mais essa.

Obrigada por sua presença, seu belo comentário.

Agradeço em meu nome e no nome de MC Simplesmente Poesia.

Um beijo!

Mirse

Lou Vilela disse...

Mirse,

Belo e puro como o sentimento trabalhado durante todo o poema!

Beijos

Mirse disse...

Lou,

Agradeço seu carinho!

Sua força sempre amiga e presente.

Seu comentário lindo!

Em meu nome e no de MC Simplesmente Poesia!

Beijos

Mirse

Mirse disse...

Lou,

Agradeço seu carinho!

Sua força sempre amiga e presente.

Seu comentário lindo!

Em meu nome e no de MC Simplesmente Poesia!

Beijos

Mirse

BAR DO BARDO disse...

Mirse,

A - DO - REI !

A palavara é mesmo "ternura". Tem um quentinho de ninho...

Estou no ar...

Mirse disse...

Henrique, poeta, amigo e tudo mais que quiser....

às vezes Tão eloquente, outras tão suave, como uma borboleta, um passarinho.

Fique à vontade...aconchegue-se no ninho.

Beijos, poeta!

Mirse