* Arranque *

amei-te
com força de raiz

arrancado da terra
o amor não morreu
por um triz

sobrevive
como se ainda se sentisse
seguro e feliz

Úrsula Avner

9 comentários:

Mirze Souza disse...

Maravilha, Úrsula!

Esse amor-raíz, sobrevive!

Muito bonito!

Beijos

Mirze

CARLA STOPA disse...

Que nem erva daninha...Meu abraço.Adorei seu espaço...

Lara Amaral disse...

Há amores que não pisam o chão!

Beijo, linda!

Suzana Martins disse...

Amei-te além do amor...

Beijos querida!!^^

Adriana Karnal disse...

Úrsula,
Um amor telúrico, enfático, lúcido.Cheio de proparoxítonas e algumas raízes para oxigenar.lindo!

A.S. disse...

O amor é uma planta delicada...


Beijos!
AL

Cadinho RoCo disse...

O amor é mais resistente do que podemos imaginar.
Cadinho RoCo

Albuq disse...

Lindo! simplesmente lindo!

Úrsula Avner disse...

Obrigada a cada amiga e amigo que aqui registrou seu carinho em palavras tão amáveis. Bj.