Do fruto da vida

Imagem: Ciuri

adeus dará
ao costume quase ritual
do esforço mínimo
de apenas
orar-a-ação,
prescindindo da vida
face à esperança
da promessa
do porvir?

a deus dará
o paterno fortúnio
de já gozar a vida
- e vida em abundância
no reino
que já é desse mundo,
pois que, onipotente,
também é dele
o reino das terras?

ao deus-dará,
caminha sobre prados
ora verdejantes, ora secos;
serve-se das águas
ora tranquilas, ora revoltas.
tem o maior presente
dentro de si:
o sopro de vida
- e o fado da liberdade.

oxalá ouvísseis a voz do deus:
e porque estreita é a porta,
e apertado o caminho que leva à vida,
e poucos há que a encontrem*.

*Mt 7,14



"Sei que o que estou sentindo é grave e pode me destruir.
Porque - porque é como se eu estivesse me dando a notícia de que o reino dos céus já é. (...)

Pois prescindir da esperança significa que eu tenho que passar a viver,
e não apenas a me prometer a vida.
E este é o maior susto que eu posso ter.
Antes eu esperava.
Mas o Deus é hoje: seu reino já começou."

(Clarice Lispector, A paixão segundo G.H.)

18 comentários:

Lou Vilela disse...

Fruto delicioso e perecível - transcendemos a carne?

O texto desafia, remete à reflexão... questiona o 'statu quo'.

Beijos filosóficos

Mirze Souza disse...

Maravilhoso, Talita!

Esse é dos meus. Texto poético-reflexivo. Poucos hoje em dia assumen a existência de Deus.Quer por ação, quer por orar-a-ação.

Beijos, amiga!

Mirze

Lara Amaral disse...

Talitinha, na primeira estrofe, meu coraçãozinho já foi. Quanta vida e emoção nesses versos, querida!

Beijos.

Humanos Hedonistas disse...

a deus dará
o teu doce ins pirar
pra que da palavra
nunca te deixar faltar
o mel, o perfume
e toda ligeireza
do amar e rimar.

Dona Linda Talita, o tempo, rato feroz, anda a roer meus calcanhares. Mas, bicho gente que sou prometo afronta-lo pra voltar a te visitar.

Deixo te um beijo.

Tâmara
@intimidade

Eder Asa disse...

Lindo de matar. Belo de morrer.

Que fruto!

Juan Moravagine Carneiro disse...

Bela construção...

Lua Nova disse...

Prescindir da vida em nome da Vida?
E se a eternidade é um conceito quântico e, os deuses, astronautas? Melhor viver intensamente aqui e agora e levar a Deus, se for o caso, as mãos cheias de momentos inesquecíveis, sonhos realizados, amores vividos.
Ele entenderá...
Convido vc, Talita, a visitar meu blog e tomar um chocolate comigo. Poderemos refletir sobre esse texto instigante.
Beijos.

Edu disse...

Só quem compartilha sua essência em palavras é capaz de transmitir sentimentos através de palavras...

Dispensa maiores explicações.

Sou fã!

Bjo do @duduardoo

Úrsula Avner disse...

Belo e profundo poema Talita, que traz uma rica temática filosófico-existencial, independente do olhar "religioso" ou de quaisquer crenças que alguém possa ter... O texto da Clarice dialogou harmonicamente com o seu numa interação complementar. Bj ,

Úrsula

Albuq disse...

Lindo Talita, simplesmente lindo!
bjs

Wania disse...

Talita

No reino que já é desse mundo, o fruto da vida não espera acontecer!

Lindo, profundo...como tudo que vem de ti!

Bj grande

Mary Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mary Pereira disse...

Desafiador o texto. Desses que pegam e sacodem a gente. Que fazem sentir o sangue pulsar.
Versos de uma beleza desafiadora.
E, eu falar de Clarice aqui, seria redundante se já falei de beleza desafiadora.
Mais uma vez, encantei-me.

Um beijo

Mary Pereira
www.fotografandopensamentos.blogspot.com

meus instantes e momentos disse...

que bom te ler.
Maurizio

Adriana Godoy disse...

Belíssimo, Talita! A vida é o maior presente. Embora não compartilhe a mesma crença, são belas as palavras. Beijo.

Renata de Aragão Lopes disse...

Tatá,

um tema fabuloso
sobre o qual discorreu
B-R-I-L-H-A-N-T-E-M-E-N-T-E!

Sem mais palavras,
guardo-me em reflexões.

Doce de Lira

Hercília Fernandes disse...

"tem o maior presente
dentro de si:
o sopro de vida
- e o fado da liberdade".

Talita,

esta passagem, para mim, sintetiza o muito do seu belo fruto poético.

Grande texto, minha querida. Não se deve deixá-lo ao deus dará!...

Parabéns!

Beijo carinhoso,
H.F.

nas entrelínguas disse...

Aceitei a maçã lá na História da tua Alma, agora é tarde pra se arrepender. Já me viciei e eis-me aqui, expulso do paraíso! Sinceramente, é melhor assim ;)