Postagem Simplesmente Poesia (2)


per augusto & machina

Romério Rômulo no Portal Cronópios


augusto e máquina se arranham
na última dose atormentada
do corpo. a válvula é entranha.
até a amargura é mutilada.

...................................................(augusto e máquina)


5 comentários:

Hercília Fernandes disse...

Amigos,

a Maria Clara criou o quadro "Postagem Simplesmente Poesia" para que pudêssemos difundir as matérias que consideramos interessantes.

Por essa razão venho convidá-los à leitura de "per augusto & machina", do poeta Romério Rômulo, no Portal Cronópios.

A página do nosso querido Romério no Cronópios está belíssima. E, a leitura integral do texto é imperdível.

Abraços em Todos e Todas,
H.F.

Mirse disse...

Maravilhoso!

Só podia ser do Romério.

Majestoso, augusto, quando a válvula é entranha, amargura mutilada e muito mais....

Simplesmente divino!

Belíssima escolha Hercília.

Parabéns, Romério!

Forte abraço

Mirse

Hercília Fernandes disse...

Mirse,

o Romério, - pelo ser humano que demonstra ser e, especialmente, por sua fortuna criadora - merece toda a nossa atenção.

Fico feliz que tenha apreciado a iniciativa, sobretudo a leitura do post.

Forte abraço, amiga!
H.F.

Adriana Godoy disse...

Muito bom, fui lá e gostei. Tinha me esquecido desse poeta, foi bom reencontrá-lo. Beijo.

Hercília Fernandes disse...

Olá, Adriana.

Me alegra saber de sua visita ao Romério. O poeta é um espanto de bom, sua poesia nos provoca bons "solavancos".

Beijos:)
H.F.