* Simplesmente azul *


há um azul abstrato
que se deita na claridade
ora discreto cordato
ora repleto de vaidade

azul que lateja entre estrelas
sobeja no mar á luz do sol
azul da chama de muitas velas
da luz que emite o farol

o azul das veias constrange
em dias azulados de inverno
um olho azul petrifica o instante
o corpo azulado fica quente e terno

a pétala azul é poliglota
a geleira azul da montanha o sabe
o azul do jeans que desbota
cobre as águas em contornos de ave

a língua azulada saliva
o amor que ficou no azul
do tempo do breve momento
do vagão que leva hálito sedento

É azul a cor de dentroCor do texto


Úrsula Avner

* imagem do google- sem informação de autoria

18 comentários:

Adriana Godoy disse...

E azulados ficamos nós com o azul poético de seu poema. Lindo e azul. beijo.

Lara Amaral disse...

Sem dúvida, "azul é a cor de dentro".

Lindo poema! O azul expressado nos traz paz de espírito.

Um abraço.

Úrsula Avner disse...

Oi Adriana,

Obrigada por sua azulada apreciação tão carinhosa. Bj ;

Lara,

Fico feliz que tenha apreciado o poema e sentido paz ao lê-lo. Obrigada pelo carinho. Um abraço

Mirse Maria disse...

Minha cor preferida, Úrsula!

Tomara que eu tenha o azul por dentro.

Belíssimo, como uma valsa, há sonoridade que dialoga entre a foto e o poema!

Parabéns!

Beijos

Mirse

Dois Rios disse...

Minha cara poeta,

Tens um azul que borbulha dos teus versos, clareia a nossa visão, e que dá sentido ao nosso céu de cada dia. Simplesmente belo. Simplesmente azul.

Desculpe-me a ausência. Estou com um amigo querido, daqueles que vivem colado na nossa alma, muito doentinho, e isso tem me tirado a vontade de blogar. Postei vídeo e versos feitos por ele, como uma forma de expressar o meu amor e a minha dor.
Tenho afixado este pedido de desculpas em todos os blogs amigos que visitam o Dois Rios, portanto não estranhe caso o veja igual por aí.

Beijos,
Inês

Mågø Mër£Îm disse...

Em qualquer lugar que se vá para ler a Úrsula é sempre fantástico

Lou Vilela disse...

Fiquei azulada com o teu lirismo. Úrsula!

Beijos

Úrsula Avner disse...

Oi Mirse,

agradeço sua presença sempre amável. Certamente há muito azul em seu íntimo. Fico feliz que tenha gostado do poema. Um bj azul.

Úrsula Avner disse...

Oi Inês,

suas palavras me alegram e gratificam. Obrigada por sua presença tão carinhosa. Bj mais que azul.Espero que seu amigo se recupere logo e que você volte a nos brindar com seus poemas. Bj.

Úrsula Avner disse...

Meu caro Mago,

é sempre muito bom receber sua visita e palavras que sinto serem sinceras. Agradeço sua apreciação ao poema e a mim. Grande abraço ;

Oi Lou,

obrigada pelo carinho de sua visita e comentário. Bj azul.

Nilson Barcelli disse...

Minha querida amiga Úrsula, não fazia ideia que tinha este blogue. Acho que nunca tinha vindo aqui...
Gostei deste poema, muito bonito.
Tal como outros que li.
Bom fim de semana.
Beijos.

Sandra disse...

Azul da cor mar, do ceu, dos olhos. Azul da cor da imensidão do horizonte.
Como diz, Adriana, azul somos nos que ficamos com tanta beleza, nesta alma de poeta.

FICO MUITO FELIZ COM A SUA AMIZADE.
AGRADEÇO A SUA VISITA E DEIXEI UM LINDO SELINHO PARA VC. DE UM CONFERIDA NESTE ENDEREÇO.
http://sandraandrade7.blogspot.com/

É COM MUITO CARINHO QUE SEMPRE RECEBO VC. EM MEUS BLOGS.
UM ABRAÇO, BEM CARINHOSO.
SANDRA

Sandra disse...

Úrsula em meus mimos, que tem o endereço acima, se vc. descer algumas postagens, vai ver que tem mais selos. Um deles está em seu nome. Passe lá confira.
Bjs.
Sandra

Úrsula Avner disse...

Olá Caro Nilson,

seja muito bem vindo ao Maria Clara e volte sempre que desejar. Agradeço por ter apreciado o poema. Grande abraço ;

Querida Sandra,

agradeço sua amabilidade sempre tão presente em meus espaços. Obrigada pela oferta dos selos que aceitarei com carinho sim ! Bj.

Úrsula

Nelson Agadé ... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nelson Agadé ... disse...

simplesmente a cor azul faz a vida mais espiritual!!!

Hercília Fernandes disse...

Lindo poema em azul, Úrsula.
Sua poesia é puro onirismo, nos remete sempre a países de sonho.

Mais um belo texto. Parabéns!

Beijos :)
H.F.

Úrsula Avner disse...

Caros Nelson e Hercília,

muito obrigada pelo carinho do comentário de cada um de vocês. Um abraço aos dois,

Úrsula